Fundamentos da Técnica

micro-2Para a microkinesitherapie ou microfisioterapia a informação é fundamental. O ser humano é levado a controlar um número importante de informações permanentemente e, dependendo do tipo de informação se torna necessário o combate, a defesa imediata e quando isso não ocorre, a informação agressora se instala no corpo. O objetivo da técnica é encontrar, por meio da micropalpação, o local da marca ou rastro da inscrição desta agressão, ler as informações memorizadas pelo organismo e estimular esse local com um gesto palpatório específico para que a informação que foi guardada possa ser reprogramada.

Ritmo vital (Mecanismo Respiratório Primário)

Cada tecido que compõe o corpo humano é um conjunto de células animadas por oscilações e movimentos visíveis ao microscópio, sabemos que tudo que é vivo possui movimento. Sutherland, osteopata americano, fundador da osteopatia craniana, foi o primeiro a observar as junções cranianas e descobrir que as mesmas se destinavam ao movimento, apesar de sua aparência imóvel e rígida, Sutherland percebeu um sutil movimento dos ossos do crânio e a continuidade deste movimento rítmico através de todos os tecidos do corpo. Ele observou que estes movimentos podiam ser percebidos a palpação manual e que apresentavam um ritmo vital de 8 a 12 movimentos por minuto e que as alterações deste ritmo também estavam relacionadas à saúde do indivíduo.

Os trabalhos de Sutherland sobre os micros movimentos geraram as bases da microfisioterapia, servindo à identificação das disfunções. Mas para esta técnica, a leitura da patologia deve ser feita a partir da embriologia e o foco principal é encontrar a causa inicial memorizada e armazenada em alguma parte do organismo, mas não obrigatoriamente no local onde o paciente apresenta sua queixa e nem exatamente onde se pode observar as disfunções ou as alterações estruturais.